Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Aventuras no Campismo

Quando uma família de cinco vai acampar... há coisas para recordar.

Aventuras no Campismo

Quando uma família de cinco vai acampar... há coisas para recordar.

Os dias que antecederam a data do acampamento foram bastante fatigantes, listas para verificar, roupas para arrumar, decisões a tomar. Não se pode levar a casa toda, mas é preciso levar o essencial.

 

Decidimos investir num pequeno frigorífico, uma vez que íamos ter acesso à eletricidade no parque. Foi uma excelente decisão. No interior rural as temperaturas sobem a valores altíssimos, estava previsto cerca de 45º C na maior parte dos dias e ter um local para manter a comida, água e os medicamentos frescos foi realmente um bom investimento.

 

A cama de viagem da Lúcia esteve para não ir porque ocupa muito espaço, abdicámos do carrinho de passeio, mas não da cama. Foi uma decisão acertada, a cama é onde ela dorme na loja por isso não estranhou as noites, nem as sestas.

 

A decisão de verificar as listas duas vezes é para manter, damos sempre conta de que no dia de abalar é preciso colocar num saco as escovas de dentes por exemplo, que são usadas de manhã... e outras coisas, como água fresca... etc.

 

Estipular uma hora para abalar também é boa ideia, quase caí na tentação de irmos a qualquer hora, mas depois lembrei-me de que montar uma tenda ao calor é capaz de ser má ideia! Assim, decidimos que no máximo deveríamos chegar ao parque pelas 10 e pouco da manhã, montar a tenda antes de almoço e fazer piquenique com as sandes de frango que preparei para o primeiro almoço.

 

Como estamos habituados a fazer viagens longas, esta foi apenas mais uma, a grande desvantagem é que a Lúcia não dormiu nada de nada, os últimos quarenta minutos foram mais complicados, ela estava cansada, sem dormir. Chegámos facilmente ao parque porque tínhamos gps e as coordenadas.